Instituições privadas de LEM fazem manifesto pelo funcionamento do presídio de Barreiras

Foto: Reprodução
Há dois anos o Complexo Penal de Barreiras está construído e pronto para receber 500 presos (provisórios e condenados) de toda região Oeste da Bahia. Mas até agora não está em funcionamento, mesmo as estatísticas apontando aumento de crimes. Nas cadeias públicas da região, há superlotação (menos de 1m² por detento, sem banho de sol) e nenhuma recuperação é possível, só aumenta a revolta contra a sociedade. A polícia prende e não tem lugar onde colocá-los, por isso, os juízes têm que soltar muitos.

Queremos que o Estado da Bahia se preocupe mais com a nossa segurança no Oeste e empregue os agentes necessários (terceirizados ou não) para funcionamento deste Complexo Penal e que os eleitos municipais e estaduais da região se empenhem para pressionar o Estado.

Pastoral Carcerária, Conselhos da Segurança em Barreiras e em Luis Eduardo Magalhães, Comissão pela Paz em Barreiras e as três Dioceses de Barreiras, Barra e Bom Jesus da Lapa

Clique AQUI para assinar a petição
Axact

Sobre Nós

A Folha Informativa se faz hoje como a maior coluna de notícias no Estado da Bahia e Nordeste do Brasil. Acompanhe diariamente!

Comentários:

0 comments: